Blog

  • Home
  • Blog
  • A importância da manutenção preventiva em condomínios

A importância da manutenção preventiva em condomínios

Obrigatória e presente no Código Civil brasileiro, no que diz respeito a qual o papel do síndico, a manutenção preventiva em condomínios é essencial para garantir a segurança e a qualidade de vida dos moradores. Ela deve ser feita periodicamente para evitar acidentes, transtornos e intercorrências sérias na estrutura e no funcionamento dos equipamentos que compõem uma construção e todo seu entorno.

Em geral, esse é um trabalho que passa despercebido quando é feito com excelência e da forma correta, mas que, por outro lado, pode incomodar a vida dos condôminos. Você sabe qual a importância da manutenção preventiva em condomínios, como ela deve ser feita, quais ações devem ser tomadas e a periodicidade indicada? Se você quer ficar de olho, este post é para você. Preparamos um artigo completo com as informações mais importantes sobre o assunto. Confira! 

A manutenção é obrigatória

De acordo com a ABNT NBR 5674, são obrigatórias para um programa de manutenção preventiva em condomínios a definição da periodicidade e as suas maneiras de execução. Todas essas informações devem estar em um programa de manutenção de uma construção, que deve ser elaborado após a conclusão da obra.

Além disso, é obrigatório que as informações estejam no Manual do Proprietário e no Manual das Áreas Comuns – documentos fornecidos pelas construtoras ou incorporadoras. 

Tais dados são importantes para o acompanhamento das manutenções e também para auxiliar no checklist das conferências, que devem ser padronizadas para melhor aproveitamento. 

O ideal é que esse plano de prevenção seja bastante claro para que qualquer profissional, mesmo sem conhecimento prévio da edificação, consiga realizá-lo. Veja a seguir alguns dados que devem estar contidos no plano:

  • Análise das condições das instalações.
  • Análise dos equipamentos.
  • Datas das últimas manutenções.
  • Datas das últimas correções.
  • Instruções para realização da manutenção preventiva.
  • Passo a passo para a solicitação de correções.
  • Calendário completo de manutenção.
  • Periodicidade das manutenções preventivas.
  • Histórico de ocorrências para análise de desempenho de equipamentos e instalações.

Dessa forma, a incidência de problemas é menor e há menos necessidade de intervenções. O resultado? Mais economia e menos incômodo para moradores e trabalhadores do local.

Manutenção preventiva em condomínios: checklist

Criar uma lista de ações é essencial para organizar a manutenção preventiva em condomínios. Acompanhe nos tópicos a seguir tudo o que deve ser averiguado.

Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB)

Esse documento atesta que a construção está em dia com as normas de segurança contra incêndios. Além do risco que se corre ao negligenciar essa etapa, o local fica sujeito a pagar multas e até a ser interditado. Na prática, a vistoria é feita em todos os extintores de incêndio, saídas de emergência, escadas de incêndio, portas corta-fogo, tubulação de gás, entre outros itens.

Sistema hidráulico

O sistema hidráulico de um edifício também precisa de atenção. Para que a ação seja efetiva, é preciso que a equipe verifique a periodicidade das lavagens dos reservatórios de água, a limpeza das tubulações e a necessidade de se consertar algum dano que ocasione vazamentos. Também é necessário observar as ferramentas e equipamentos de captação e eliminação da água da construção.

Tubulações de gás

Outro item que merece muita atenção é a tubulação de gás. Isso porque vazamentos podem causar sérios acidentes com incêndios e explosões. Para evitá-los, é necessário inspecionar todas as instalações de gás da construção. A equipe precisará dar atenção especial à central e aos ramais individuais – pelo menos a cada triênio. Ainda que a periodicidade seja respeitada, é preciso que a administração do condomínio observe sempre a mudança no consumo do gás, uma vez que essa alteração pode indicar vazamento. Conscientizar os moradores também é necessário. 

Rede elétrica

A rede elétrica também pode causar incêndios e outros problemas, como curtos-circuitos. Por conta disso, também deve estar incluída na manutenção preventiva em condomínios. Certifique-se de que haja uma avaliação semestral na fiação geral, no sistema de aterramento e no fio terra, bem como se há mau contato. O resultado da avaliação deve estar em um documento para comprovação. 

Elevadores

Condomínios com elevadores precisam inspecionar esses equipamentos. É fundamental, para a segurança de todos, que os elevadores sejam fiscalizados e tenham a manutenção periódica feita por empresas especializadas. Feito isso, é necessária a emissão do Relatório de Inspeção Anual (RIA), que deverá ficar exposto para que todos saibam do comprometimento da administradora de condomínios e para que os moradores fiquem atentos a qualquer problema de periodicidade.

Caixa d’água

Outro procedimento obrigatório na manutenção preventiva de condomínios é a limpeza da caixa d’água, que deve ser feita todos os anos. A equipe de inspeção deve ser especializada para evitar que a sujeira caia na tubulação, o que comprometeria todo o processo de limpeza. A sujeira também pode causar entupimentos e gerar detritos na rede, o que pode prejudicar a saúde de todos os condôminos.

Pára-raios

Os pára-raios das construções também devem ser inspecionados todos os anos. Além de verificar seu funcionamento, a empresa especializada deverá realizar reparos necessários para garantir a eficácia do equipamento e evitar graves problemas à construção e à vida dos moradores. Ao final dessa etapa, um laudo deverá ser emitido. 

Vale lembrar que a manutenção preventiva está entre as funções do síndico ou da administradora de condomínio.

Santa Maria: Administração de condomínios

Uma boa gestão predial passa por melhores práticas de seleção e contratação de fornecedores e prestadores de serviços. É preciso estar sempre atualizado às legislações trabalhista, previdenciária, Código Civil e demais leis que interferem no dia a dia do prédio, evitando, ainda, multas e infrações que podem ir até a interdição do prédio.

Sabendo dessas dificuldades, a Santa Maria oferece serviços de administradora de condomínio em Chapecó com profissionalismo e segurança. Visando uma excelente administração condominial, tudo é feito sempre com plena e extrema transparência, além de comprometimento com a construção e com a vida das pessoas.

Você quer ficar tranquilo quanto à manutenção preventiva no condomínio em que mora ou em que desempenha papel administrativo? Clique aqui e saiba mais sobre qual o papel da administradora de condomínio e como a Santa Maria pode ajudar você!

Deixe um comentário

Anuncie seu Imóvel

Anuncie o seu imóvel

Se você quer vender ou alugar o seu imóvel, Santa Maria é a imobiliária em Chapecó perfeita para você.

Administração de Condomínios

Administração de Condomínios

Seu prédio precisa de administração com credibilidade? A Santa Maria atua como administradora de condomínios.

Converse pelo Chat
x

Bem-vindo ao nosso Chat! Por favor, preencha o formulário abaixo antes de iniciar a conversa.

Todos os campos são obrigatórios